A Bela e a Fera - Blog da Marcy





.


A Bela e a Fera

29/06/2016

     

Deram-me um nome, um sobrenome,
Um código de barra, um número,
Um cartão magnético, uma senha,
Um batom, um esmalte,
Um vestido e um sonho...

(Moldaram-me subordinada...)

Adquiri um codinome, fundei outra linhagem,
Decifrei o código, troquei o número,
Perdi o cartão, esqueci a senha...

(E mantive-me acordada...)

Com o batom, que era vermelho,
Fiz poemas cubistas no espelho
E, como não deram-me pincel nem tela,
Com o esmalte, fiz aquarelas

(Ilusionistas, impressionistas, surrealistas e amarelas...)

Quanto ao vestido azul-turquesa,
Para provar que não sou sua,
Rasguei e fiz uma “Tereza”
E eis-me livre... e leve... e nua...

Deram-me uma estrada ... e era torta...
Deram-me uma porta... e era fechada...
Porém, saltei pela janela
E desviei a minha rota!...

Créditos: Ivone Mendes, poeta feminista militante do movimento LGBT



Nenhum comentário:

Postar um comentário

BLOG DA MARCY
LAYOUT POR LUSA AGÊNCIA DIGITAL