Minha Nada Fácil Vida Acadêmica - Blog da Marcy






Minha Nada Fácil Vida Acadêmica

14/08/2018

Minha Nada Fácil Vida Acadêmica


Nasci em 22 de outubro de 1980 em Santa Maria do Suaçuí MG, meu pai sempre foi vaqueiro e minha mãe lavradora.

Em meados da década de 80 meus pais venderam tudo o que tínhamos e nos mudamos para o estado do Espírito Santo levando apenas alguns sacos com roupas e vasilhas. Naquela época café estava gerando bons lucros e fomos à busca de uma vida melhor. E fomos morar inicialmente no município de Colatina. Mas morei em São Gabriel da Palha, São Domingos do Norte e Nova Venécia, sempre na zona rural.

Era muito usual na época o sistema de ''meeiro", sistema esse em que o meeiro ocupa-se de todo o trabalho, e reparte com o dono da terra o resultado da produção. Meu pai continuou a ser vaqueiro e nas horas vagas dava uma ajuda na lavoura.

 Lembro-me que comecei a estudar já nos Espírito Santo, aos 7 anos de idade. E foi aí que problemas começaram. As vezes meu pai de desentendia com o patrões e era demitido, íamos para outra fazenda, onde as vezes não tinha escola perto e então perdia o ano letivo. 
Minha Nada Fácil Vida Acadêmica
Um amigo que ainda mora na região do Alto Muniz Nova Venécia me enviou essa foto meses atrás. Como está atualmente a casa  em morei por muitos anos e terminei o primário,  e concluí ensino fundamental e médio. Saudades dessa casinha!! 

Outras vezes meu pai tirava e meus irmãos e eu da escola para auxiliar na colheita e com isso a gente perdia o ano letivo. E com isso cheguei aos 15 anos de idade ainda na quarta série, e como sempre meu pai nos tirou da escola para colher café.

 Lembro-me que nesse período a professora enviou recado aos meus pais que não retornássemos naquela semana perderia o ano letivo. E foi quando minha disse que daquele dia em diante não sairíamos mais da escola por causa da colheita de café. E foi aí que terminei o primário. 
Minha Nada Fácil Vida Acadêmica
EMEIF - Cedrolândia

A escola de ensino fundamental era bem distante e era necessário ir de ônibus escolar, que voltava bem no fim da tarde e início da noite. Como meus irmãos continuariam na escola perto de casa eu teria que ir sozinha estudar no Distrito de Distrito de Cedrolândia. E como eu já era mocinha meu pai disse que eu não iria continuar os estudos pois não deixaria eu ir sozinha estudar longe. 

Fiquei muito triste, logo eu que amava o universo dos estudos, irei ter que parar e esperar o meu irmão do meio ir para o ensino fundamental para continuar a estudar. Estaria ainda mais velha.

Naquela época para um senhor vendendo produtos de limpeza e ele era de Cedrolândia, e ficou sabendo do acontecido, como ele era conselheiro da escola, veio até minha casa juntamente com outro conselheiro e o secretário para conversar com meus pais. 

Como eram todos da igreja Presbiteriana,  religião que meus pais frequentam até hoje,  meu pai me deixou seguir meus estudos. Concluí o ensino fundamental em 1999. Era uma marmanja em meios aos adolescentes rsrs...


Minha Nada Fácil Vida Acadêmica

Nesse tempo meus irmãos foram para o ensino fundamental e estudavam no Distrito de Guararema, onde tem uma escola de ensino fundamental e médio. Portanto estudavam a noite. Então o ensino médio já aos 20 anos de idade fui estudar a noite também.

Em 2002 conclui meu ensino médio.  Naquela época filhos de pobres geralmente não seguiam em frente com os estudos. 

Somente no segundo semestre 2012, dez anos depois, casada a quase 4 anos com o surgimento de programas do governo federal para acesso ao ensino superior fui fazer faculdade, a primeira da família no ensino superior. 

No começo foi bem difícil pois estava meio enferrujada rsrs... Tive que procurar um professor particular de matemática para relembrar muitas coisas. E conciliar casa, trabalho e faculdade não foi nada tranquilo. . E tive algumas reprovações o que prolongou meu tempo na faculdade. 

Mas não desistir e no o 23 de julho desse ano foi a colação de grau de gabinete em Engenharia Ambiental e Sanitária na Faculdade Pitágoras Governador Valadares. E hoje dia 14 será a solenidade de colação de grau. 


Agradeço muito por ter encontrado durante essa trajetória pessoas incríveis e compartilhamos momentos difíceis, alegrias e conquista, a quais levarei para vida!

3 comentários:

  1. Marcy não tenho palavras pra descrever a sua garra e a sua persistência, mesmo com tantos obstáculos que a vida te proporcionou você conseguiu concretizar seu objetivo!Parabéns!!Desejo muito sucesso pra você! <3

    ResponderExcluir

BLOG DA MARCY
LAYOUT POR LUSA AGÊNCIA DIGITAL